- Viva!

Pousadela, mais do que uma quinta, um casario ou um vinho, é a experiência reunida de muitos anos de histórias. É lugar centenário onde famílias inteiras trabalharam, choraram e riram. Onde já nasceram uns quantos, casaram alguns e por onde passaram muitos mais. Caminheiros, romeiros, comerciantes de gado. Há memórias ao fundo, lendas que enriquecem e uma tranquilidade que se respira.

Diz a história que pertencia ao Clero, como a maioria das terras em Portugal. Há quem diga que era terra de ninguém, um lugar de passagem, onde se pernoitava, se comia um caldo e descansava o corpo.

Os registos mais antigos levam-me à minha avó, Domingas da Costa, que aqui viveu há dez gerações atrás. A memória do Paulo leva-o à sua avó Rosa, que para aqui veio aos vinte e três anos, viúva e com uma filha no colo. Ela e a sua irmã Lurdes empreenderam a aventura de aqui reconstruir uma vida, pondo de pé uma quinta nas agruras de outros tempos.

Quis o destino que, mesmo sem sabermos deste passado comum, eu e o Paulo nos uníssemos e embarcássemos juntos nesta aventura, nesta obra de uma vida simples. Uma vida autêntica que recorda tempos idos e onde o tempo corre mais devagar.

Mais do que um conceito, a Pousadela é a nossa casa.

Sejam muito bem-vindos.

Rita Sá.